"Jo e Tuco"

Um Silêncio Album

The new release, Um Silêncio (a silence), produced and arranjed by Jo&Tuco, has the contribution of some of the most talented brazilian musicians and close friends of the couple: Adriano Busko (drums), Alexandre Ribeiro (clarinet), Léa Freire (flute), Marcelo Maita (keyboards), Mário Manga (electric guitar), Paulo Freire (10 strings guitar), Paulo Malheiros (trombone), Swami Jr. (acoustic guitar), Sérgio Rese (drums) and Walmir Gil (flugelhorn). The album combines original composition with covers of tradicional Brazilian jazz (Tom Jobim, Moacir Santos, and Joyce with Lea Freire). The lyrics reflects on topics of daily life – as in the delightfull Panela no Fogo, by Jo de Souza, ecology as in Forever Green by Tom Jobim, or the feminine soul as in Samba de Mulher by Joyce and Léa Freire.

Um Silêncio

Zé Henrique Martiniano/Jo de Souza

Um silêncio
Pleno de palavras, sons e êxtase
Um silêncio sem passado
Um silêncio sem memória

Um silêncio agora

Um silêncio acolhido, solidário
Sincero
Pleno de outros, completo
Sereno silêncio quieto
Um silêncio desperto

Panela no Fogo

Jo de Souza

Bota a panela no fogo
Vamos tocar
Xi, nenê tá chorando
Peraí, só falta um acorde pra gente acabar.
Como é que é?
Manhê, vem cá
Telefone tocou
Deixa tocar
Mas que acorde é esse?
É si bemol, mas é com sétima
Paiê, olha lá:
Olha o gato tá subindo lá no alto da varanda
Tá caçando passarinho
Tá pegando taturana
Moleque desce daí!
Já cansei de falar não vou mais repetir
Lá no alto do piano tem um copo de veneno quem bebeu morreu o culpado não fui...
Moleque desce daí!
Já cansei de falar não vou mais repetir
Já sei, já sei, já sei, já sei, já sei, já sei
Ë si bemol mas é com décima primeira, é com décima terceira e com nona aumentada
Vixe
Mas que acorde é esse
Mas que som é esse?
Ë panela despencando, não é nada, não é nada.
É o arroz que tá queimando, não é nada, não é nada
Vamos tocar
Tira a panela do fogo

Forever Green

Tom Jobim

Let there be flowers
Let there be spring
We have few hours to save our dream
Let there be light
Let the bird sing
Let the forest be forever green
Little blue planet
In great need of care
Crystal clear streams
Lots of clean air
Let's save the Earth
What a wonderful thing
Let it be forever green
Imagine Mother Earth become a desert
A poison sea, a venomous lagoon
And life on Planet Earth be gone forever
And God will come and ask for planet blue
What to do
Where is the paradise
I've made for you
Where is the green
And where is the blue
Where is the house
I've made for you
Where is the forest and
Where is the sea
Where is the place good for you, good for me
Let's save the Earth
What a wonderful thing
Let the bird fly, let the bird sing
(Let them sing)
Let it be forever evergreen

Enigma

Zé Henrique Martiniano

A vida traz surpresas
Que sequer se imagina
Do que ainda
Existe pra viver
A vida traz e leva quando menos se espera
É primavera
Ou então vai chover

Querer você pra ser feliz

Mas quem decifrará o amor
Se a gente esquece de como era antes
De quando acontece
Então parece que sempre existiu
Um sonho bom de alguém que só dormiu

Samba de Mulher

Léa Freire / Joyce

Mulher que é mulher
Sabe o que tem
Mulher que é mulher
Disfarça bem
Não fala o que pensa pra ninguém
Diz que não quando sabe o que quer
Diz que sim quando for pro que der e vier
Mulher que é mulher consola
Mulher que é mulher descola
Parece que deita e rola
Mas quando não se controla
Levanta a cabeça e chora
Que bom que mulher pode chorar

Se tudo pode acontecer

Arnaldo Antunes, Paulo Tatit, Alice Ruiz, João Bandeira

Se tudo pode acontecer
Se pode acontecer qualquer coisa
Um deserto florescer
Uma nuvem cheia não chover
Pode alguém aparecer
E acontecer de ser você
Um cometa vir ao chão
Um relâmpago na escuridão
E a gente caminhando de mão dada de qualquer maneira
Eu quero que esse momento dure a vida inteira
E além da vida ainda de manhã no outro dia
Se for eu e você
Se assim acontecer

O feijão e o sonho

Zé Henrique Martiniano

Então eu fiz uma canção pro meu amor
Havia pontos cintilantes na plutosfera
As reticentes Três Marias
Eu sob um toldo amarelo
Conscientemente apaixonada
Ouvindo o que dizia a madrugada
No silêncio não havia nem acontecia nada

As Três Marias e o meu amor
Até já devem estar dormindo
O sol, a claridade, um novo dia novamente
Bem agora
Que eu ia descobrir toda a verdade
Na geratriz de um toldo amarelo
Porque o arroz e o feijão não caem do céu
Nem o céu cai do arroz com feijão

E agora onde estarão meus pés?

Make Mine Blue

Moacir Santos / Y. Cotti

I know the voice the face’s strange
My memory is not so good for names
But there's no harm in being friends
They're hard to come by now and then

Just passing by to rest a while
This aching heart had such a ride
You're right a drink I sure could use
Just tell the man to make mine blue

You turn to make life funny
I'll keep my glass in sight
We'll go on just pretending
Until they close for the night
Well thanks a lot for every line
It helps to pass away the time
But there's no point in keeping you
Just tell the man to make mine blue

Coralina

Tuco Freire/Jo de Souza

Alma feminina
Fonte tão repleta
De água pura cristalina
Na palavra puro paladar

Coralina
vive dentro de mim
toda mulher

Cintilar rubis
dentro do cofre
dentro do porão.

Saltar o desejo
por entre a fechadura,
desprezando cadeados.

Ver por entre
olhos fechados.

Ser pra sempre única,
primeira e última.

Emergir do seu corpo
e me ver por dentro;
mergulhar em mim
e ser nova.

Unir definitivamente
corpo e mente,
e ser puro desfrute.

Moleza

Jo de Souza

Talvez não tenha uma razão
Moleza eu não tenho não.

Sabiá

Tom Jobim e Chico Buarque

Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Para o meu lugar
Foi lá e é ainda lá
Que eu hei de ouvir cantar
Uma sabiá
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Vou deitar à sombra
De um palmeira
Que já não há
Colher a flor
Que já não dá
E algum amor
Talvez possa espantar
As noites que eu não queira
E anunciar o dia
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Não vai ser em vão
Que fiz tantos planos
De me enganar
Como fiz enganos
De me encontrar
Como fiz estradas
De me perder
Fiz de tudo e nada
De te esquecer